Pós-graduação lato sensu com 360h de carga horária e certificação pelo MEC

Pós-Graduação Lato Sensu Pensamento sistêmico e psicodrama para as práticas de saúde e educação com casais, famílias e grupos

Esta pós-graduação visa propiciar aos alunos novas práticas fundamentadas no pensamento sistêmico, no psicodrama contemporâneo e em outros aportes teóricos para capacitar profissionais da atualidade, considerando a diversidade de nossos alunos, dos cenários profissionais e contextos de atuação.


Desenvolvemos um modelo sistêmico de formação, distanciado de um modelo linear, com conteúdo adaptado para a nova realidade que os profissionais de saúde mental, educação, assistência social e outras áreas estão encontrando. Aborda práticas com casais, famílias e grupos, permitindo que cada aluno utilize o potencial do pensamento sistêmico e do psicodrama em sua própria prática.


Data de início da pós-graduação: 10/03/2023
  • Reconhecido
    pelo MEC
  • Certificado
    Aprender Vivo
  • 100% Online
  • Duração 15 meses

Confira as disciplinas deste curso

Esta pós-graduação é destinada para profissionais graduados ou formandos do último ano de graduação das áreas de saúde, educação, assistência social, justiça e demais áreas relacionadas ao trabalho com grupos de diferente especificidades.

O formato da Especialização

Pensamento sistêmico e psicodrama para as práticas de saúde e educação com casais, famílias e grupos
Formato da Pós-graduação Especialização em Terapia de Casal, Família e Psicodrama | Aprender Vivo


Bônus!
Parceria com a DASU (Departamento da UnB)

A Aprender Vivo possibilita a supervisão dos alunos que realizam o atendimento dos pacientes vindo dessa parceria em um espaço terapêutico com orientação da professora Marlene Magnabosco Marra, para casais e famílias que estão vivendo situações de conflitos e outras dificuldades.

Os atendimentos são necessários para que o aluno cumpra a carga horária da supervisão.

Os alunos receberão um certificado de extensionista da Universidade de Brasília (UnB).

Professores do curso

Tenha no seu currículo os maiores especialistas da área
  • Daniel Seidel

    Prof. MSc Daniel Seidel é mestre em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB). É psicodramatista, pós-graduado pelo Interpsi/FEBRAP, e em Gestão Estratégica de Políticas Públicas pela Unicamp. É docente há 20 anos na Pós-Graduação em Psicodrama no Interpsi/PUC-Goiás. É servidor de carreira do MPU/MPDFT. Membro da Comissão Brasileira Justiça e Paz da CNBB. Foi Secretário de Estado de Desenvolvimento Social no Distrito Federal (2011-2014) É autor e educador em Mediação de Conflitos desde 2007, pelo Centro Popular de Formação da Juventude - “Vida e Juventude” e pela Universidade Católica de Brasília, quando coordenou a Pós-Graduação em Direitos Humanos e a Área de Humanidades do Curso em Tecnólogo em Segurança e Ordem Pública. É conteudista, facilitador e tutor pela ESMPU (Escola Superior do Ministério Público).

  • Eliane Pelles Machado Amorim

    Psicóloga – CRP 09/1328.

    Doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC GO.

    Mestre em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília - UNB.

    Terapeuta Familiar Sistêmica; Mediadora de Conflitos; Psicóloga Perita e Assistente Técnica junto às Varas de Famílias de Goiânia.

    Professora e Supervisora na Pós-Graduação com ênfase em Terapia Familiar, Mediação de Conflitos, Direito de Família, Perícia Psicológica Familiar, Práticas Colaborativas, Psicologia Jurídica.

    Psicóloga com Capacitação em Práticas Colaborativas (IBPC/IACP); Formação em Mediação Judicial (CNJ/TJGO); Extensão em Alienação Parental (PUC RIO); e Aperfeiçoamento em Clínica do Direito - Direito das Famílias.

    Discente do XI Certificado Internacional em Práticas Colaborativas e Dialógicas.

    Presidente da Associação de Terapia Familiar de Goiás – ATFAGO (2020-2022).

    Vice-Presidente da Associação Brasileira de Terapia Familiar – ABRATEF (2019-2022).

    Presidente da Comissão de Perícia Psicológica e Alienação Parental do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM Seção Goiás (2021-2023).

  • Florença Ávila de Oliveira Costa

    Mestre em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília (2013); Especialista em Terapia de Casais e Famílias pela PUC – Goiás (2009); Psicóloga pela PUC – Goiás (2008); Certificado Internacional em Práticas Colaborativas e Dialógicas pelo Houston Galveston Institute (USA)/ Taos Institute (USA)/ INTERFACI (São Paulo / BR / 2018). Autora do livro “O adolescente que cometeu abuso sexual: reflexões sobre a subjetividade”, Editora Dialética (2021). Atuação e experiência em Psicologia Clínica, Psicologia Social Comunitária, Terapia Conjugal e Familiar, docência acadêmica, orientação e supervisão na graduação em Psicologia e na pós-graduação latu senso em Terapia de Casais e Famílias.

  • Heloisa Fleury

    Psicóloga clínica graduada pela PUC-São Paulo. Mestre pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fundadora e coordenadora do Instituto de Ensino, Extensão e Pesquisa Aprender Vivo. Editora-chefe da Revista Brasileira de Psicodrama. Presidente da International Association for Group Psychotherapy and Group Processes (IAGP); Membro do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC Brasil) e do Comitê Científico e de Pesquisa da Associação Brasileira de Estudos em Medicina e Saúde Sexual (ABEMSS). Autora e organizadora de livros e autora de capítulos e publicações em revistas científicas brasileiras e internacionais.

  • Heron Flores Nogueira

    Doutor em Psicologia, Psicólogo e Terapeuta Conjugal e Familiar. Experiência em Gestão Acadêmica no Ensino Superior, coordenação de equipes e elaboração de documentos acadêmicos diversos. Docente de cursos de Pós-graduação e Graduação. Parecerista "ad hoc" da Revista "Contextos Clínicos". Membro do Grupo de Pesquisa Socius do CNPq. Avaliador "ad hoc" pelo Ministério da Educação e membro do Banco de Avaliadores (BASis) do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Atuação em Dependência Química, Saúde Mental, Adolescentes em Conflito com a Lei, Medida Socioeducativa, população em situação de vulnerabilidade social, prevenção ao uso indevido de drogas. Autor de livros, capítulos de livros e art igos em periódicos nacionais e internacionais.

  • Maria do Perpétuo Socorro de Miranda Torres

    Psicóloga clínica e social , especialista em Psicodrama com foco Terapêutico e Sócio - Educacional, em Terapia psicocorporal do Sistema Rio Abierto - Escola Desenvolvimento Humano (Ar), em Psicobioterapia Biodecodage de Christian Flèche -Fra( em curso). Curso basico de Treinamento em Constelação Sistêmicas Familiares.

    Experiência em EaD, na função de Tutoria em cursos de graduação de pedagogia na Universidade Aberta do Brasil-UAB/ UnB.

    Atualmente atuo como terapeuta psicocorporal , instrutora docente do Rio Aberto Brasília nos cursos de formação psicocorporal de instrutores do Sistema Rio Abierto e Consultora na área de desenvolvimento de equipes, relações humanas e na área de Prevenção e Promoção à Saúde.

  • Maria Aparecida Penso

    Graduada em Psicologia pela Universidade de Brasília (1984), Mestre em Psicologia Social e da Personalidade pela Universidade de Brasília (1989) e doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (2003). É terapeuta de Casais e Família, Membro do Conselho de Pesquisadores do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Professora do Curso de Graduação em Psicologia onde ministra disciplinas e supervisiona estágios na área de Psicologia Jurídica, Psicologia Conjugal e Familiar e dependência Química e adolescência Professora titular do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicologia da Universidade Católica de Brasília, onde pertence as linhas de pesquisa Saúde Mental e Ações Terapêuticas e Desenvolvimento humano em sistemas familiares e educacionais. Coordenadora do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicologia da Universidade Católica de Brasília desde 2016. Pesquisadora na áreas de Psicologia Conjugal e Familiar, Psicologia Social Comunitária e Psicologia Jurídica, pesquisando principalmente os seguintes temas: violência intrafamiliar contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos, Dependência química e família, relações entre dependência química, delinqüência e exclusão, relações entre a psicologia e o Direito na atenção ao dependente químico e à violência, Acolhimento institucional de crianças e adolescentes Guarda Compartilhada, relação família escola, violência na escola. Pertence aos Grupos de Pesquisa SOCIUS;, Diálogos em Sociologia Clínica e Núcleo de pesquisa e intervenção: exclusão social, violência urbana e subjetividade. É membro da Associação Nacional de Pesquisadores em Psicologia (ANPEPP) onde pertence ao grupo de pesquisa Drogas e Sociedade. Pós-doutorado no Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense com prof. Dra Teresa Cristina O. Carreteiro.

    Sócia e terapeuta de casais e família atuante na clínica Somos Todos um ST1.

  • Maria Ines Gandolfo Conceicao

    Graduada em Psicologia pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (1987), especialista em Psicologia Hospitalar (CRP), psicodramatista didatasupervisora (2010), mestre em Psicologia pela Universidade de Brasília (1994), doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (2000), pós-doutorapela Universidade Federal Fluminense (2010/2011), professora visitante na University of Toronto, Canadá (2012, Estágio Sênior com bolsa CAPES), Pós-doutora pela Universidade Federal de São Carlos (2013), Pós-Doutora pela University of Toronto - CAMH/CICAD (2014-2015), Professora Visitante naUniversidade Eduardo Mondlane, Maputo (Moçambique) em 2015 e 2016 (bolsa AULP CAPES). Professora Titular do Instituto de Psicologia daUniversidade de Brasília e atua nos cursos de graduação e pós-graduação. É Diretora do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (2020-2024),foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura (PPGPsiCC/IP/UnB, 2015-2019). É coordenadora do Programa de Estudoe Atenção às Dependências Químicas (PRODEQUI/DPCL/IP/UnB) onde atuou como uma das idealizadoras do Curso de Prevenção do Uso de Drogas paraEducadores de Escolas Públicas e atuou na coordenação das suas sete edições (UnB/SENAD/MEC, 2004-2019). Coordenadora no Brasil do grupo depesquisa de cooperação internacional Brasil-Canadá intitulada "Pesquisa qualitativa em Saúde Brasil-Canadá: Excelência para a formação depesquisadores" (CAPES/DFATD, 2017). É membro pesquisador dos grupos do Diretório dos Grupos de Pesquisas do Brasil (CNPq): 1) NUPEVS; 2) Socius e3) Diálogos em Sociologia Clínica. Foi editora da revista Psicologia: Teoria e Pesquisa (2005-2007 e 2013-2015) e da revista Educação Profissional: Ciênciae Tecnologia (SENAC, 2007). Foi Primeira Secretária da 1a. Diretoria da ABECIPsi - Associação Brasileira de Editores Científicos de Psicologia (2006-2008),Primeira Tesoureira da Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Álcool e outras Drogas - ABRAMD (2013-2015), segunda tesoureira daAssociação Brasileira de Pesquisa em Prevenção e Promoção de Saúde - BRAPEP (2016). Faz parte do grupo fundador da DIPEx Brasil (Saúde e Cuidado),criado em 2019. Atua na linha de pesquisa Processos Interacionais no Contexto do Casal, da Família, do Grupo e da Comunidade. Tem experiência na áreade Psicologia Clínica, com ênfase em Saúde, Processos Grupais e de Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: drogadição, adolescentesem conflito com a lei, métodos qualitativos em pesquisa, narrativas em saúde, violência, inclusão social, psicodrama e sociodrama, prevenção e promoçãoà saúde e reabilitação.

  • Marlene Magnabosco Marra

    Possui graduação em Psicologia pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (1977), Mestrado em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília-UCB (2003), Doutora em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília-UnB (2015) e Estágio Sanduíche pela Tel Aviv University-UTA Israel (2014). Pesquisadora Colaboradora Plena da Universidade de Brasília – UnB, por três períodos (2016, 2018, 2020/2025). Pós-doutoranda pela Universidade de Brasília, no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura ( PPGPsiC0), linha de Pesquisa: Processos interacionais no contexto do casal, da família, do grupo, da comunidade. Professora desse mesmo programa de pós-graduação com as disciplinas: Tópicos especiais em Psicologia Conjugal e Familiar (2018,2019,2021); Seminário em Psicologia Clínica e Cultura (2019); Aplicação dos métodos clínicos on line para atendimento a casal, família e grupos (2021); Professora da graduação em Psicologia no Instituto de Psicologia (UnB) nas disciplinas Pesquisa em Psicologia Clínica e Pesquisa em Psicologia Clínica e Saúde Mental, Estágio Supervisionado Psicólogo – Área Intervenções psicossociais 1,2 e 3 – Área Intervenções psicoterapêuticas 1,2 e 3. Terapeuta, Professora-supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama - FEBRAP. Professora do Programa de Especialização em: -Terapia conjugal e familiar (ABRATEF); - Psicodrama clínico e socioeducacional (FEBRAP); -Práticas Colaborativas e Dialógicas (Interfaci/Houston Galveston Institute/Taos Institute); Psicoterapeuta de Casal, Família e demais segmentos. Realiza atendimentos a populações vulneráveis e supervisões à equipe do Centro de Especialidades para Atenção às Pessoas em Situação de Violência Sexual, Familiar e Doméstica (CEPAV/Jasmim), da Secretaria de Estado de Saúde do Governo do Distrito Federal – Brasília/Brasil –Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Fundadora e Coordenadora pedagógica e docente do Instituto de Ensino, extensão e pesquisa Aprender Vivo em convênio com o Ministério da Educação (MEC), escola digital que ministra especialização em Terapia de casal, e família, Psicodrama e prepara profissionais Colaboradores de Múltiplas Práticas com famílias e grupos. Professora de pós-graduação em Psicodrama do Instituto de Pesquisa e Intervenção Psicossocial – INTERPSI (período de 1983 a 1995);coordenadora dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu, docente e orientadora de monografia do convênio entre a Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC GO e o INTERPSI ( no período de 1990 a 2020).Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Relações Interpessoais, atuando principalmente nos seguintes temas: família, abuso sexual, violência familiar, processos grupais e de comunicação, comunidade, exclusão social, capacitação de profissionais e desenvolvimento de equipe. Membro do Conselho Deliberativo e Científico da Associação Brasileira de Terapia Familiar (ABRATEF). Foi presidente (por duas gestões) da Federação Brasileira de Psicodrama e presidente da Associação Centro-Oeste de Terapia Familiar - ACOTEF-DF. Foi membro do Board da International Association for Group Psychotherapy and Group Processes - IAGP( 2012-2015) e Co- chair da Sessão de Terapia Familiar – IAGP(2012-2015).

  • Mariana Juras

    Psicóloga CRP 01/12762, Mestre e Doutora em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília, Especialista em Terapia Familiar e de Casais pelo Interpsi/PUC-Goias, e atualmente é professora universitária da Florida Gulf Coast University nos Estados Unidos. Foi servidora pública do Psicossocial Do tribunal de Justiça Do Distrito Federal e Territórios atuando em casos de divórcio, violência doméstica, maus tratos e abuso sexual infantil.

  • Soraya Kátia Rodrigues Pereira

    Psicóloga clínica ,psicodramatista, mestre em psicologia clínica e cultura. Presidente da OSC Aconchego, supervisora e coordenadora de projetos no contexto da convivência familiar e comunitária.

  • Terezinha Tomé Baptista

    Atua na Área de Saúde, Psicóloga e Psicoterapeuta com 40 anos de experiência profissional. Especialista em Psicodrama Psicoterápico e Sócio Educacional (Sociedade de Psicodrama de São Paulo e Federação Brasileira de Psicodrama). Especialista em Psicossomática Psicanalítica (Instituto Sedes Sapientiae). Finaliza Formação em Experiência Somática (Somatic Experiencing Trauma Institute), sempre ampliando e diversificando sua bagagem teórica e técnica.

    Responsável, transmite confiança e seriedade, em comunicação interpessoal clara e objetiva. Transita entre grupos de diferentes pensamentos e ideologias. Respeita os limites de seus interlocutores, deixando-os à vontade, com seu jeito calmo e bom humor constante.

    Autora de artigos científicos pertinentes às suas Áreas de atuação, publicados em Revista Especializada e Livros temáticos.

    Docente em Cursos de Especialização em Psicodrama, entre outros no Instituto Sedes Sapientiae e Escola digital Aprender Vivo.

  • Wladimir Porreca

    Graduação em Filosofia, Teologia e Psicologia, doutor em Serviço Social pela Universidade Estadual Paulista e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Pós Doutoramento pela Universidade de Brasília e pela Università Lateranense - Pontificio Istituto Giovanni Paolo II per studio sul il matrimonio e famiglia. Vinculado a Universidade de Brasília e a Faculdade Coração de Maria. Membro do GT Psicologia e Religião da ANPEPP. Especialista em Terapia

    Familiar e Casais, terapeuta clinico de casais e família, afiliado a ABRATEF/ATEFAGO. Com livros e artigos publicados na temática casais e família.

Matricule-se

Instituições associadas à Aprender Vivo
Logo Ministério da Educação - Aprender Vivo
Logo ABRATEC - Aprender Vivo
Logo FEBRAP - Aprender Vivo
Logo IAGP - Aprender Vivo
Logo Isat - Aprender Vivo

Pós-graduação e cursos

Confira alguns dos nossos cursos
Depoimentos de nossos alunos
  • Bianca Bindes

    Sou aluna da primeira turma e indico muito o curso. Bem estruturado, aulas com bom conteúdo e professores incríveis. As quatro horas passam voando. E a cereja do bolo é o momento da supervisão que completa a teoria revisando a nossa prática. Imperdível para quem se interessa pelos assuntos: família, casal e grupo.

  • Andréia Tavares

    Sou aluna do curso de Especialização em Terapia de Casal, Família e Psicodrama para Grupos e nesses quatro meses de estudos posso dizer que tem sido uma experiência bastante enriquecedora. O aspecto principal para mim é ter em um mesmo curso os conteúdos da Terapia Familiar com base na Teoria Sistêmica e os conteúdos do Psicodrama...

  • Kátia Trevisan

    Quando busquei a especialização em Terapia de casal, família e psicodrama na Aprender Vivo, foi com a intenção de encontrar um espaço no qual fosse possível refletir e construir de forma coletiva as bases para uma prática na área de família, que considerasse o entendimento psicodramático e permitisse "conversar" com outras abordagens...

Perguntas frequentes